Carta para os Deuses – Ainda penso nela, apesar de tudo ter acabado

Última atualização: fevereiro de 2024

#conselhosdeamor Nesta seção, Cartas para os Deuses, todas as semanas, publicamos as respostas às perguntas que vocês nos enviam. Se você também deseja uma resposta para seus problemas sentimentais, escreva-nos através da página de contato


Ainda penso nela, apesar de tudo ter acabado

Queridos Deuses do Amor,

Sou uma garota de 27 anos. Há três anos, me aproximei de uma mulher casada e mãe de uma filha. No início, achei que simplesmente formaríamos uma forte amizade, porque tínhamos muito em comum, apesar da nossa diferença de idade (10 anos) e de vidas diferentes.

Depois de alguns meses em que nos escrevemos muito e nos contamos muito, percebi que gostava dela e que ela gostava de mim. Aconteceu um beijo, depois outros e, finalmente, começamos um relacionamento extraconjugal.

Vivemos três anos de altos e baixos, nos quais mudei muitas coisas em minha vida para evitar brigas e não perdê-la. No último verão, ela me deixa para recuperar o relacionamento com o marido.

Depois de três meses, ela volta a me procurar e, um mês depois, diz que quer deixar o marido para ser feliz comigo. Eu lhe digo que não me importo. Hoje ela ainda não o deixou, em parte por causa da filha e em parte porque eu não a quero mais. Estou saindo com outra garota, mas continuo pensando muito nela: tenho medo de que isso limite o que sinto pela pessoa com quem estou agora.

Eu me pergunto se esse relacionamento era apenas doentio e, portanto, cheio de posse, ou se realmente havia amor.
Confusa

Os Deuses do Amor respondem

Minha querida Confusa,

Acho que todo relacionamento (até mesmo o mais doentio, até mesmo o mais cruel) sempre nos consola com a possibilidade de uma revelação: sou realmente eu?

E é isso que eu possuo, desejo, mereço? Não permita que as ações dos outros orientem a direção que você escolherá quando sua história terminar. Sugiro um jogo: tente associar um adjetivo ou um nome às experiências que você teve desde o final de sua história até o momento.

O que faz você se sentir bem e o que não faz?

Onde você gosta de si mesmo e onde não gosta? Vou começar: confiar mais uma vez no amor revela coragem, sensibilidade e desejo de buscar. Continue, e tenho certeza de que esse véu de confusão deixará de atuar como uma tela.


Gostou desta resposta a carta sobre Ainda penso nela, apesar de tudo ter acabado? Se sim, por favor, curta abaixo com um Like para que possamos entender melhor os interesses de nossos leitores. E leia mais cartas aqui